Boletim de Abril

Mensagem do presidente

RENOVAR VALORES

O Grémio Literário foi fundado a 18 de Abril de 1846 por Carta Régia de D. Maria II.

Nunca é demais recordar esta data, recordar a história da sua fundação e recordar os estatutos do Grémio Literário. A ideia de um Clube seguindo a tradição inglesa do século XVIII, sugeria um clube criado por membros da aristocracia, como espaço privado, destinado a criar um ambiente de lazer, de leitura, local de negócios e troca de interesses políticos e económicos.

A criação do Grémio Literário tinha, para além do exemplo deste formato, a exigência de ser uma associação cultural que pretendia a formação e o aperfeiçoamento moral dos sócios, fundamentos inscritos na Carta Régia de D. Maria II. Com o objetivo de recordar estes princípios iniciais do Grémio Literário, têm sido promovidos Ciclos/Conferências sobre os seus principais fundadores, reavivando a história da Instituição.

A atividade intelectual exige o reconhecimento de valores éticos e morais, muitas vezes esquecidos nestes tempos de conflitos internacionais, e também nas atividades profissionais atuais de carácter mais prático, dominados pelas tecnologias e sem tempo de reflexão.

O Grémio Literário quer reavivar junto dos seus sócios a renovação dos valores instituídos nos estatutos da fundação do Grémio Literário, pensando agora em termos de futuro, promovendo atividades diversas que divulguem temas e valores fundamentais para a sobrevivência da humanidade.

O Ciclo do Oceano: Atualidade, Cultura e História, com início em Março, insere-se neste propósito de renovação de valores.

O papel dos oceanos liga-nos à nossa longa história de Portugal marítimo, sendo razoável e até imperioso ser um tema a ser tratado no Grémio Literário.

A divulgação e debate deste tema central nestes tempos contribuem para o aperfeiçoamento da ligação entre povos e nas decisões conjuntas que urge aplicar.

O Grémio Literário, como instituição de cultura, deve estar atento a todos os graus que integram a valorização dessa mesma cultura.

António Pinto-Marques

2

de Abril, 3ª feira, pelas 18:30h
Inauguração de Exposição de Pintura
MARIA FERNANDA DE CARVALHO SILVA

Fotografias

O Grémio Literário promove o lançamento do livro “Da Reforma do Capitalismo” da autoria do Consócio Prof. Doutor António Rebelo de Sousa, da Editora Guerra e Paz, que será apresentado pelo Prof. Doutor João César das Neves, pelo Prof. Doutor João Ferreira do Amaral e pelo Prof. Doutor António Mendonça.

3

de Abril, 4ª feira, pelas 18:30h
Lançamento de Livro
INFORMAÇÕES ECONÓMICAS

Por iniciativa do Consócio Dr. Paulo Noguês o Grémio Literário promove o lançamento do livro “Informações Económicas” de Pedro Miguel Folgado, editado por Diário de Bordo Editores, que será apresentado por Carla Guapo da Costa e Heitor Romana.

4

de Abril, 5ª feira, pelas 19:00h
Ciclo de fundadores
CONFERÊNCIA SOBRE SÁ DA BANDEIRA E JOÃO CRISÓSTOMO

O Grémio Literário dá continuidade ao ciclo de conferências dedicado aos seus mais importantes fundadores. Depois de Alexandre Herculano, Fontes Pereira de Melo, Rodrigo da Fonseca Magalhães e Rodrigues Sampaio, esta sessão é dedicada ao Visconde e 1º Marquês de Sá da Bandeira e a João Crisóstomo de Abreu e Sousa. São nossos convidados os Professores Hugo Silveira Pereira e Ana Cardoso de Matos.

Tratando-se de dois actores políticos com especial relevância na história do liberalismo português, eles têm uma origem comum, a arma de engenharia militar e um destino convergente na promoção dos melhoramentos materiais, com especial atenção para o mais destacado símbolo do fontismo: o caminho de ferro.

SÁ DA BANDEIRA
E JOÃO CRISÓSTOMO

Os dois fundadores representam também a união que o Grémio Literário proporcionou. Nas suas instalações e nas múltiplas atividades que desenvolveu os adversários políticos conviveram, criando um espaço de socialização muito particular. Entre políticos, literatos, juristas e aristocratas, o Grémio consagrou o emergente papel dos engenheiros, trazendo consigo outras formas de conhecimento que iriam moldar uma nova cultura e afeiçoar os espíritos mais tradicionais aos novos desafios que a ideia de progresso e o maquinismo ia disseminando por todo o mundo.

Hugo Silva Pereira e Ana Cardoso de Matos são dois reconhecidos historiadores que têm dado especial atenção ao papel desempenhado pelos engenheiros, na sua esmagadora maioria formados nas escolas militares,e que foram tão decisivos no desenvolvimento do fontismo e na forma como moldaram o território através de estradas, caminhos de ferro, telégrafos, o sistema métrico-decimal ou mesmo a densificação da rede de correios. Eles tomaram Portugal mais próximo nas suas regiões e cidades, ainda que não tenham conseguido tomá-lo mais desenvolvido de modo a integrar o clube dos mais ricos.

A sessão será seguida de jantar.

5

de Abril, 6ª feira, pelas 18:30h
Lançamento de livro
NOS MEANDROS DA MEMÓRIA

Fotografias

O Grémio Literário promove o lançamento do livro "Nos Meandros da Memória", uma biografia do médico cabo-verdiano Hermano Fermino de Pina, da Rosa de Porcelana Editores.

10

de Abril, 4ª feira, pelas 18:30h
Lançamento de livro
ABADE CORREIA DA SERRA-CIDADÃO DO MUNDO

O Grémio Literário promove o lançamento do livro "Abade Correia da Serra-Cidadão do Mundo", editado pela Guerra e Paz e coordenado por António Rebelo de Sousa e Jorge Rio Cardoso, livro esse da iniciativa do Instituto Benjamin Franklin e patrocinado pela Fundação Luso- -Americana para o Desenvolvimento.

A saudação inicial será feita pelo Presidente do Grémio Literário, Dr. António Pinto-Marques, e a obra será apresentada pelo Dr. Manuel Fonseca, pela Professora Ana Simões, pelo Professor Edgar Medeiros da Silva, pelo Dr. Armindo de Azevedo, pelo Professor Jorge Rio Cardoso e pelo Professor António Rebelo de Sousa.

12

de Abril, 6ª feira, pelas 18:00h
Lançamento de livro
O REI E A RAINHA - A FAMÍLIA AREHNS

Fotografias

O Grémio Literário, por iniciativa do Consócio Dr. Abel Augusto Madeira de Lacerda, promove o lançamento do livro " O Rei e a Rainha - A Família Arehns", da autoria de Edmund Stolkin, que será apresentado por aquele Consócio, que é, também, o prefaciador da obra.

15

de Abril, 2ª feira, pelas 19:00h
Recital de Piano
FERNANDA CANAUD

Fotografias

O Grémio Literário, por iniciativa do Consócio Dr. Sérgio da Costa e Silva, promove a realização de um recital de piano, com Fernanda Canaud, pianista franco brasileira, Doutorada em Práticas Interpretativas em Música pela UNIRIO e Mestre em Música Performance na UFRJ,com diversos prémios obtidos em concursos de piano no Brasil. No âmbito da sua vasta actividade musical realizou concertos com as melhores orquestras brasileiras,apresentando- se, regularmente, como solista, na Europa, Médio Oriente e EUA. O concerto será seguido de jantar.

17

de Abril, 4ª feira, pelas 19:00h
Conferência
A MODA CRISTÃ NO MAGISTÉRIO DA IGREJA

Fotografias

Por iniciativa do Consócio Doutor lbsen Noronha vai ter lugar na Biblioteca a conferência subordinada ao tema " A Moda Cristâ no Magistério da Igreja", proferida pela Marchesina Virgínia Coda Nunziante, presidente da Associação Famiglia Domani e que durante dez anos (2011 a 2021) presidiu a Mareia per Ia Vita italiana. Publicou recentemente o livro «La moda Cristiana nell'insegnamento della Chiesa», no qual apresenta uma série de documentos pontifícios do século X X acerca da moda. A importância do tema fica expressa nas palavras que escreveu na introdução ao livro: «attraverso il nostro abbigliamento esprimiamo infatti una visione dei mondo e se e vero che l'esempio conta quanto le idee, e anche nel modo di vestirei che potremmo esprimere il nostro 'cristianesimo vissuto'».

A conferencista usará a língua de Camões.

Ao final da sessão será servido um Porto de Honra.

18

de Abril, 5ª feira, pelas 18:30h
Sessão comemorativa
178º Aniversário
Grémio literário

Os Aniversários, especialmente o das instituições que se inscrevem numa prolongada tradição cultural, são momentos de afirmação da sua identidade, da valorização do seu legado e de abertura a novos desafios e intérpretes que possam dar continuidade à sua missão.

O Grémio Literário, na comemoração dos seus 178 anos, não foge a essa regra. Fiel ao propósito que motivou a sua fundação, faz dos seus aniversários uma sucessão de momentos "únicos" que reforçam essa distinção institucional, ao mesmo tempo que evoca a sua missão original: espaço de convivialidade e reflexão partilhada, de afirmação da cultura na diversidade das suas expressões, de fruição de um ambiente acolhedor que estimula o eterno retorno à história.

É essa missão, enunciada desde a Carta Régia que aprovou os seus Estatutos, que nos propomos revisitar numa curta alocução. Trata-se de fazer uma imaginária viagem de regresso às origens, cruzarmo-nos com alguns dos fundadores que a imaginaram, conceberam e desenvolveram, enfim, de compreendermos em que contexto social e político ela deu os seus primeiros passos.

A sessão conta com o seguinte programa:

22

de Abril, 2ª feira, pelas 18:00h
Lançamento de livro
D O TRANSIBERIA NO AO MÉDIO ORIENTE -NAVEGAÇÕES NUM MUNDO EM MUDANÇA

Por iniciativa do Consócio Dr. Paulo Noguês o Grémio Literário promove o lançamento do livro "Do Transiberiano ao Médio Oriente - Navegações num mundo em mudança" do Embaixador António Tânger Corrêa, editado por Diário de Bordo Editores.

30

de Abril, 3ª feira, pelas 19:00h
Conferência
A ABRILADA DE 30 DE ABRIL DE 1824

Fotografias

No âmbito do projecto PAEM (Projecto Arquivos e Estudos do Miguelismo, 1822-1866), o Grémio Literário, por iniciativa do membro do Conselho Director Tiago Henriques, promove a 4ª sessão dedicado à temática da Abrilada.

O primeiro período de vigência de uma constituição em Portugal, o do chamado Vintismo, entre 24 de Agosto de 1820 e 17 de Junho de 1823, é revertido com as consequências da sublevação da Vilafrancada. Este golpe militar, iniciado a 27 de Maio de 1823, em Vila Franca de Xira, significa um regresso moderado a um Antigo Regime, com a promessa de outorga de uma Carta de Lei Fundamental. Ora, o chamado Partido ultrarrealista, da rainha D. Carlota Joaquina e do infante D. Miguel, intenta, a partir de 30 de Abril de 1824 (há precisamente duzentos anos), uma revolta que signifique um regresso a um Antigo Regime sem qualquer espécie de cedência a um texto escrito.

É esse conjunto de acontecimentos e problemáticas que vai ser analisado nesta mesa redonda moderada pelo Doutor Daniel Estudante Protásio, Licenciado em História pela Universidade de Lisboa e Mestre em História Contemporânea pela Universidade de Coimbra, sendo oradores o Professor Doutor José Manuel Subtil, professor catedrático da Universidade Autónoma de Lisboa e o Major General Rui Moura, da Comissão Portuguesa de História Militar.

A conferência será seguida de jantar.

2

de Maio, 5ª feira, pelas 18:00h
INAUGURAÇÃO DA EXPOSIÇÃO DE DESENHOS DIÁRIO DOS HIMALAIAS

Pintura
Por iniciativa do Consócio Arq. Pedro Belo Ravara, o Grémio Literário promove a exposição de desenhos intitulada "Diário dos Himalaias", com obras daquele Consócio, que ficará patente até ao dia 31 de Maio. De uma caminhada de 11 dias pelo Vale do Khumbu, nos Himalaias, resultou um diário escrito e desenhado. Foram croquis rápidos, não fossem as mãos congelar. Passados 19 anos, um novo registo demorado recupera leituras espaciais mais densas. Pedro Belo Ravara, Professor Associado na Faculdade de Arquitectura da Universidade de Lisboa, é licenciado em Arquitectura e Doutor em Arquitectura pela Faculdade de Arquitectura da Universidade Técnica de Lisboa, tendo obtido o grau deMaster of Architecture and Building Design pela Universidade do Estado de Nova Iorque. Os seus trabalhos de desenho têm sido divulgados em exposições individuais e coletivas.
2

de Maio, 5ª feira, pelas 19:00h
Ciclo de fundadores
CONFERÊNCIA SOBRE ANTÓNIO DE OLIVEIRA MARRECA E CARLOS MOURATO ROMA

Fotografias

O Grémio Literário dá continuidade ao ciclo de conferências dedicado aos seus mais importantes fundadores. Depois de Alexandre Herculano, Fontes Pereira de Melo, Rodrigo da Fonseca Magalhães, Rodrigues Sampaio, Sá da Bandeira e João Crisóstomo, esta sessão é dedicada a Oliveira Marreca e a Carlos Morato Roma.

São nossos convidados os Professores Carlos Bastien e José Luís Cardoso. À semelhança dos engenheiros o movimento da Regeneração que consolidou o regime liberal, deu palco ao papel dos economistas. O pensamento e a cultura científica aliaram a "era da mecânica" com a "era da economia política". O que se convencionou designar por fontismo, enquanto ideário do progresso e da modernidade em Portugal, teve na evolução tecnológica e no racionalismo científico o suporte à concepção e desenvolvimento das políticas de desenvolvimento. Com ele, emerge uma nova geração de atores políticos muitos deles tomando os compêndios de economia política como fontes de inspiração e de concepção de novos instrumentos de conhecimento e de governação do País.

Dois ilustres economistas e investigadores do pensamento económico em Portugal, especialmente no século XIX, serão nossos convidados para nos falarem de Oliveira Marreca e Carlos Morato Roma. Os Professores Carlos Bastien e José Luís Cardoso, são dos mais conhecedores desse contexto de emergência do pensamento económico oitocentista e particularmente destes dois economistas fundadores do Grémio Literário.

A ideia original de agregar no mesmo espaço de socialização a diversidade de sensibilidades, formações, profissões e tendências políticas, contribui em muito para que o Grémio Literário construísse a sua identidade em torno da diversidade social e cultural, tendo por base a incessante busca de novo conhecimento e de novas expressões culturais num contexto de liberdade e de modernidade.

A sessão será seguida de jantar.